Translate (tradução)

quinta-feira, janeiro 25, 2007

E TUDO A CHUVA LEVOU...


Cansado de trabalhar, quase morto...mas não deixo de postar para a posteridade palavras de apreço aos abalados pela fúria da chuva do dia 22/01/2007. Mais de 80 mortos contabilizados, número que se diz ainda provisório. Hoje, 25/01, mais 5 cadáveres já sem "cara" foram localizados no Mussulo, em Luanda.

Mais de duzentas famílias estão ao relento. E as imagens não mentem. Entre os carros danificados pela fúria da água um deles era usado por um deputado do MPLA que reside(ia) no complexo do CEFOPESCAS.


Todos foram tocados até deputados e políticos de rua. Um polícia que pretendia salvar um dos cinco filhos acabou arrastado com os cinco rebentos. famílias inteiras estão desaparecidas... dizimadas. Circulação automóvel cortada para o Bengo e mesmo dentro da cidade de Luanda. Dum lado os políticos buscam votos aproveitando a visibilidade que dá apoiar pobres desgraçados... O INAMET anuncia mais chuvas, entretanto.

No dia 22 de Janeiro também fiquei sem poder apanhar um avião e se o chefe não fosse bom teria perdido o pão, embora o investimento na casa a tenha conservado da chuva... Assuntos que não me deixam cómodo, como muitos. Vamos rezar, orar e construir bem as casas.

Quem de direito tem de ajudar. Localizar boas áreas para construir de forma organizada, com meios bonificados. Pôr o dinheiro da emergência naquilo a que foi destinado. Retirar das zonas críticas os que podem ser chorados em próximas horas. Enfim.

Vou dormir, mas com lágrimas nos olhos.


Soberano canhanga

terça-feira, janeiro 23, 2007

sexta-feira, janeiro 05, 2007

OUTROS TEMPOS V


“Angola é e será, por vontade própria, trincheira firme da revolução em África” (A.Neto).

Assim foi a nossa diplomacia e há quem diga que continuamos a sê-lo.

Na foto: A.Neto, Rosa Coutinho e Savimbi em 1975

Soberano Canhanga

quarta-feira, janeiro 03, 2007

2007: QUE VENHAM OS DESAFIOS


Escrevo esta crónica para selar 2006 e abrir um novo “pacote” que se chama 2007.

Na hora de balanço urge olhar atrás e ver (se é que há algo) que se fez.

Em 2006 fiz um curso de cobertura eleitoral que não sei se o porei em prática. Dei continuidade à minha licenciatura em Comunicação Social. Abandonei a LAC e arranjei novo emprego que dista há duas horas de voo de Luanda. Conheci novas terras e novas pessoas que resultaram em novas "relações". Dei avanços numa construção e… também fiz 10coisas que resultarão no aumento da prole em 2007. Fruto disso surgiram novos encargos e "equações" para resolver…

Dividi o mês de Dezembro entre Catoca e Luanda. Em Catoca o Natal foi a trabalhar ao passo que em Luanda a passagem d'ano foi com a família que não deixou de colocar inquietações… É a vida e com os seus milionésimos problemas.

Se um novo ano constitui novos desafios, então que venham eles!

Soberano Canhanga