Translate (tradução)

sábado, junho 27, 2009

HÁ PEITO PARA ROUBAR O TÍTULO AO PETRO?

Terminada a décima quarta jornada, primeira da segunda volta, estamos hoje perante ao clássico do futebol nacional que pode desenhar o campeão desta edição do Girabola. Petro e Primeiro de Agosto, o prato quente desta tarde, estão separados por oito pontos, uma diferença que pode ser dilatada para 11 ou diminuída pra cinco.

Se o resultado ditar uma vitória para os petrolíferos estaremos próximos da evidência de um Petro campeão, mesmo faltando 11 jogos por realizar (atrevo-me a afirmá-lo). Porém se a vitória sorrir para o lado militar (1o de Agosto), teremos um campeonato mais equilibrado, quanto ao topo da tabela. Se empatarem, teremos tudo na mesma, ou seja, um Petro desejoso de se distanciar cada vez mais dos "mais próximos" concorrentes (D'Agostp e Académica do Soyo) e estes desejosos de encurtar a distância pontual e assaltarem o comando da nau.

E quanto à jornada finda, parece que a "ordem" deixada pela primeira volta foi restabelecida na tabela, pelo menos no topo e na cauda, já que os da frente venceram e/ou empataram, acontecendo o mesmo em relação às equipas pior classificadas.

Vejamos: Petro de Luanda, D'Agosto e Académica do Soyo (1o, 2o e 3o classificados venceram e mantêm as posições que traziam da primeira volta.
No meio da tabela, o Libolo, o Bravos do Maquis e o ASA empataram.
No fim da contagem, a Académica do Lobito, o 1o de Maio e o Desportivo da Huila perderam, ao passo que o Kabuscorp venceu o interclub, deixando a penúltima posição.

Foram insignificantes as alterações introduzidas à classificação, exceptuando a vitória do Kabuscorpo sobre o Interclub que lhe permitiu subir três posições na tabela. O Girabola mantêm-se emotivo e cada vez mais.

Jogo de Cartaz da 15 jornada:
D'Agosto- Petro
Quem leva a melhor?


===
Actualização a 29.06.2009
Resultados: D'Agosto 0-1 Petro
Bravos Maquis - Rec. Libolo, 1-4
Desp. Huíla - 1º Maio,
1-1 Santos FC - Ac. Soyo, 1-3
Ac. Lobito - Rec. Caála, 1-0
ASA - Kabuscorp, 1-1
Interclube - Benfica Luanda (por realizar )
Classificação:
Petro de Luanda 40
Académica Soyo 31
1º de Agosto 29
GDR Libolo 25
Benfica de Luanda 22
ASA 20
FC Bravos20
Interclube17
Kabuscorp 17
Santos FC 17
CR Caála16
CD Huíla 16
1º de Maio 15
Académica Lobito 7
PRÓXIMA JORNADA (16ª):
Académica do Soyo - Benfica Luanda,
1º de Maio - Santos FC
Recreativo da Caála - 1º Agosto,
Recreativo do Libolo - Académica Lobito,
Kabuscorp - Bravos Maquis,
Petro de Luanda - Desportivo Huíla,
ASA - Interclube.

Luciano Canhanga

quinta-feira, junho 25, 2009

O JET-SETista NÃO MORRE?

Fiquei com a impressão de que os Jet-Set não morrem ou que os acidentes só acontecem e afectam o "povo em geral". Os Jet_Set não! Quem ganha ou tem milhões não se fere, mesmo que acidente e o seu corpo esteja exposto a ferimentos profundos não morre.
As televisões portuguesas, e a reboque as nossas também, exibiram, vezes sem conta, o ex-CR7* a entrar e arrancar com o seu carro vermelho, feito a preceito, sem, no entanto, accionar o cinto de segurança. E ninguém teve a “ousadia” de censurar aquele momento que pôde servir de mau exemplo para milhares de jovens que o têm como ídolo. E lá foi ele exibindo importância, sem usar o protector cinto de segurança que uma vez o salvou.

Onde está o papel catalisador dos figuras públicas para uma mudança de atitude? E se a estrela meteu água onde estavam aqueles que deviam omitir os maus exemplos da estrela?

Aqui, entre nós, cenas como essas são o nosso pão-de-cada-dia. O mesmo figura pública que na rádio empresta a sua voz para uma campanha pró-mudança de atitude é o primeiro a puxar o pau e direccioná-lo a uma árvore, regando-a de mijo. A mulher que na TV empresta a sua cara para moralizar as jovens a absterem-se da prostituição é a mesma que horas depois aparece com os sobrolhos ensanguentados, por ser a outra do marido alheio, a soldo dumas viagens roubadas ao povo, um luxuoso carro ou uma lojeca de quinquilharias num musseque qualquer.

O político que apregoa rigor é o primeiro a fazer desvios. O pastor que apregoa a moralidade é o primeiro a sexuar com jovens rapazes e freqüentar cabarés. O professor que apregoa empenho dos alunos é o primeiro a cabular teses alheias. O jurista que apregoa o primado da lei é o primeiro a enveredar por condutas incorrectas. Até o ombundsman talhado para a promoção do direito é o primeiro a andar pela esquerda da via.

E assim vamos dizendo o que nunca fomos nem somos capazes de ser. Pois o nosso mau comportamento está no sangue. O Jet-Setista não morre!

*Cristiano Ronaldo. A foto é de um carro seu destruido num acidente em Inglaterra.


Luciano Canhanga

quarta-feira, junho 24, 2009

CONCURSO DA VOZ DA AMÉRICA


Amigos leitores desta página,

Chamamos a vossa atenção para o concurso que o serviço em português da VOA está a promover:


Trata-se de um concurso de fotografia digital…enviem fotos dos vossos lugares, das vossas cidades, dos vossos países, de pessoas, de coisas, de eventos, fotos interessantes…



Das fotos recebidas serão escolhidas seis fotos por grupo: Angola, Moçambique, Cabo verde, São Tome e Príncipe, Guiné-Bissau, Brasil e o resto do mundo…dessas seis a melhor será parte do nosso calendário de 2010, claro com a autorização do fotógrafo, e com crédito dado.


O concurso vigora de 1 de Maio a 31 de Julho. Em Agosto escolhemos as seis melhores. A melhor das melhores fotos receberá um rádio de manivela, e ira figurar no nosso calendário de 2010. As outras cinco receberão um relógio de mesa. Gostaríamos depois de colocar todas as fotos no nosso site e de as podermos usar, dando, evidente crédito ao seu autor.



Requisitos: fotos originais, de alta resolução (para uma boa reprodução), e com tamanho de uma foto normal.



Enviem as vossas fotos por correio electrónico para português@gmail.com (de preferência) ou para português@voanews.com . Se enviarem por correio/papel a reprodução da foto será um pouco mais difícil.




Participe e passe a palavra sobre o concurso à família e amigos. Contamos com a vossa participação.



Luciano Canhanga e Anabela Guedes (da VOA em português)

domingo, junho 21, 2009

UMA ESCOLA DE ANGOLANIDADE

Conheci, na década de noventa do século ido (XX), um oficial do exército angolano, pai de dois casais, na altura, com nomes "estranhos".

Era eu professor/superador numa sala improvisada no meu quintal, ao Rangel. Assim conheci os 4 menores que tinham orgulho dos nomes por que respondiam, numa altura em que ser apelidado de Canhanga era motivo de xacota por parte da inculta sociedade luandense. Os meus alunos respondiam orgulhosamente, e faziam questão de apresentar-se por: Quilombo, a mais velha; Ebo, a mais nova; Mundombe, o rapaz mais velho e Ngonga, o caçula.


Pensar como pensavam naquela altura o casal Luisa e Quilundumuna era obra! Hoje, felizmente, já se nota o retorno às origens que se não fosse a nossa hipocrisia em pretendermos ser mais católicos (nomes santos) do que os romanos nem teríamos necessidade do retorno à casa cultural, pois teríamos preservado os nossos valores, as nossas nomenclaturas e a nossa cultura.


Os nomes identificam os povos. Um Issá nos leva aos árabes, um José à Europa e um Dan Gan à Ásia... e para nós africamos os nomes têm significados próprios.



Aos meus antigos alunos e seus pais, pelo orgulho demonstrado num tempo difícil, a minha vénia!


Sigamos-lhes o exemplo.

Se você tem um nome africano, e com significado, deixe aqui o seu comentário e outros nomes que conheça.


Luciano Canhanga

sábado, junho 20, 2009

BEM VINDO SR GIRABOLA

O Girabola, campeonato angolano de futebol de primeira divisão, está de vola depois de um interregno de quase um mês.

Na 14a jornada, primeira da segunda volta, o Benfica de Luanda venceu o Santos Futebol Clube (equipa apurada para a fase de grupos da Taça CAF) por 2-1 e desalojou da quarta posição o Recreativo do Libolo (21 pontos) que joga apenas na próxima terça-feira, dia 23.06.09, diante do ASA. Os benfiquistas somam agora 22 pontos.

No Namibe, a Académica do Soyo venceu o Desportivo da Huila por uma bola sem resposta e passou para a segunda posição com 28 pontos, menos 6 do que o Petro de Luanda, líder da prova, que ainda não jogou. O D'Agosto que também ainda não entrou em campo nesta segunda volta tem 26 pontos agora na terceira posição.

Pelos desacertos causados à tabela, pelas vitórias do Benfica e Académica do Soyo, antevêem-se embates renhidos para se "repor a ordem" deixada pela Primeira Volta.
Será que haverão pernas e peito?

Emparceiramento e resultados*
1º de Maio de Benguela-1º de Agosto (2-3)
Petro de Luanda-Académica do Lobito (5-1)
Recreativo da Caála-FC Bravos do Maquis (0-0)
Recreativo do Libolo-ASA (1-1)
Kabuscorp do Palanca-Interclube (2-1)
===
*Resultados colocados depois dos jogos
Luciano Canhanga

quarta-feira, junho 17, 2009

FENOMENAL


Nove de Junho de dois mil e nove. A região leste de Angola com o seu clima tropical húmido habitua-se com a secura do vento do cacimbo. Há já 25 dias terminou a estação chuvosa embora o céu teime em, aqui e acolá, ameaçar um desabamento hídrico. O relógio aponta religiosamente vinte horas e dezoito minutos. A cobertura de zinco da estrutura metálica que os acolhe desacta, de repente, aos gritos.

_É chuva chefe, alertou o chauffer de si já aborrecido pelo tempo extra sem pagamento. Mas recupera-lo-á com dispensas e batidelas no ombro...

Os pingos principiantes caiam preguiçosos, anunciando apenas o desfazer-se de sobras guardadas para ocasiões especiais. Fechada a sala de trabalho, chefe e subordinado, correm de lebre em direcção aos aposentos que distam seiscentos metros. À medida em que Kambuta e o seu pupilo Sabalo aceleravam o passo, a chuva lhes seguia o gesto. Os pingos nenés, passam a adolescentes e furiosos. Ganham forma e intensidade e ninguém mais os enfrentar.

Desprevenidos casebres, na aldeia ao lado, cedem. Adobes virgens para novas moradias se fundem e se transformam em lamaçal. Na cidade, não muito distante, surpreendidas tendas, paridas de chuvas abrilenas, renunciam ao papel protector e bombeiam fluídos. A chuva preencheu três horas duma noite de estrelas opacas para o gáudio dos lavradores que inesperadamente revêem os campos florirem, ainda que por dias contáveis, e o sorriso rasgado dum pecuarísta que encontra na selva agreste a verdura abundante para os seus rebanhos.

Fenomenal! declamam os homens perante o silêncio da Tina Mente que nem pôde prever tamanha chuva junina que aos olhos dos povos nordestinos se comparava ao milagre de Txibunda Ilunga, o estrangeiro guerreiro/rei.

Caiu chuva, mas sobre ela ninguém reportou, nem mesmo o "Acorda país" ou o "Boca louca". No dia seguinte mais chuva vespertina e os anunciadores sempre em silêncio sepulcral. E nada se disse!

Luciano Canhanga

domingo, junho 14, 2009

O TESTE E A PRESTAÇÃO DO TI-MANEL


"Para dez dias de treino, acho que foi bom. Apesar do maior controlo da Guiné as mehores oportunidades foram nossas. Isso mesmo disse o técnico português ao serviço dos Palancas Negras, Manuel José, no fim do jogo treino entre as selecções de Angola e da Guiné-Conacri, realizado em Amadora, Portugal.

Com 48% de posse de bola contra 52% dos guineenses de Conacri, o Ti_Manel acha que jogou bem, só porque não perdeu... Até que acha e bem, pois não tem certeza porque aquilo que se viu dentro do relvado foi mais Guiné do que Angola. E quando o nosso malanjino de lá (Portugal) diz que "são apenas dez dias de treinamento" parece que até os jogadores é ele quem os está a produzir, quando o que está em questão é apenas a convocação dos "melhores" e a adopção de um esquema táctico ao seu feitio.

Vejamos os cruzamentos para a pequena área e remates à baliza com algum perigo efectuados por cada um dos conjunto ao longo dos noventa minutos:

ANGOLA: 3', 7', 31', 37', 44', 77', 85' e 85:23".

G. CONACRI: 12', 15', 22', 30', 31', 34', 41', 47', 50', 54', 60', 62', 62:12"71'75 e 87'.

Apesar de Angola não ter perdido o jogo (EMPATE A ZERO), a produção em campo não foi das melhores, pois se melhorou a defesa que não permitiu que a nossa baliza fosse violada, a ligação entre os três sectores não foi ainda das bem conseguidas e não nos podemos contentar com um mal menor, quando o que precisamos são vitórias.

Hoje perdoamo-lo, mas amanhã terá de mostrar algo melhor do que a sua estreia. E melhor do que um empate é uma vitória convincente diante de um adversário do nosso quilate ou até superior.


Luciano Canhanga

sábado, junho 13, 2009

OS PALANCAS, O SONHO DO TI-MANEL E O NOSSO


Malanjino é “gajo vivo” em qualquer parte do mundo malanjino é malanjino. Procura amealhar um pouco mais e se possível não paga a renda de casa. O Malanjino constroi habitações, sonhos e riquezas também. O malanjino é por si só diferente do seu filho kibalista e do neto mbalundu*

Mas é do Ti Manel Zé de que vos falo hoje. O Ti-Manel (na foto) é vivo tipo malanjino. Trocou a reputação no Al Ahli do Egipto, terra de reis de renome, pelos nossos Palancas que também são de malanje e terra dos reis Ngola (ou mentira?).

Nessa sua nova roupagem de “pastor de bi-pedes omnivóros” o Ti-Manel, que é de Malanje do Putu, nada mais fez do que trocar a fama/reputação que tinha no Nilo por dinheiro do Kuanza. Ku Malanje Kitadi iango (em Malanje o dinheiro é capim). Assim é que o Ti Manel aceitou vir sem mais olhar atrás/pestanejar. E a mordacidade do Ti_Manel pelos nossos Kuanzas foi bem patente que para lhe aceitarmos de graça até espectou kibiona no cú do árabe que foi o antigo patrão dele.
Casa de favor já lhe deram. Dinheiro na conta já entrou. Uns kuanzas bebe e outros Kuanzas come, mas o resultado ainda não vimos. Amanhã mesmo, domingo santo 14.06.09, será o teste do Ti-Manel, o português de katepa de lá. Queremos ver e saber se os manos todos que passaram no pasto dos Palancas eram buazezas** ou o Ti-Manel, ele que é malanjino de Putu, é que sabe o caminho do capim fresco de Kangandala. Queremos ver se o que falta aos nossos Palancas é a garra do macho que lidera a manada ou se é o curral, na hora de planear o dia-seguinte, que está a meter água tipo Kalandula. Vamos ver se o dinheiro que o Ti_Manel já começou a comer é mesmo de suor ou se é de favor.
E o Ti-Manel vai ter de mostrar que ele é palanca macho amanhã, depois de amanhã, dias vindouros, até ao CAN!

*Os Kibalas descendem dos malanjinos e os ndulo e mbalundu dos kibalas (ver VINTE e Cinco e MALUMBO).
** boelo, burro, fraco, impotente...

Luciano Canhanga

quarta-feira, junho 10, 2009

O PRÉMIO MABOQUE E O JORNALISMO DIGITAL


A necessidade dos cidadão leitores em ser servidos, sem limitações temporais, nem censuras e autocensuras editoriais, faz crescer a cada dia que passa o jornalismo digital, aqui surgido na forma de blogs e portais.

A nossa bloguesfera está cheia de páginas informativas e analíticas detidas por jornalistas angolanos (a residir no país), conhecidos e anónimos, que trazem todos os dias uma complementariedade informativa útil e inegável aos habituais tablóides e audio-visuais, e há mesmo quem diga que "nos blogues a informação chega primeiro".

Aberta que está a campanha de publicitação do regulamento e concurso "público" ao Prémio Maboque de Jornalismo, edição 2009, uma pergunta urge oportuna:

_ A Maboque tem olhos para o Jornalismo Digital ou as novas formas de comunicar lhe são alheias?


E você o que acha da inclusão, no referido prémio, de uma categoria dedicada ao Jornalismo Digital?


Luciano Canhanga

sexta-feira, junho 05, 2009

AMANTES DE LOVE OU DO D'AGOSTO?


Mal o neófito "pastor" dos Palancas Negras, o português Manuel José, lançou à luz os nomes da pré-selecção que estagia no Algarve (Portugal) para o embate amistoso frente à Guiné de Sekou Touré, cercaram-se-lhe vozes "lovísticas" discordantes que o amaldiçoaram de todos os cantos e formas possíveis por ter deixado de fora o Love de suas vidas futebolísticas.

Entendo que uma seleccção faz-se com os homens do momento e nisso estamos todos de acordo. Apenas inquietou-me a imensidão do "barulho" feito à volta de Love que com mais calma percebi que não era apenas o Love. Havia gato com rabo de fora.

Vejamos: Bastará um pouco de atenção para notar que a nata do jornalismo desportivo angolano esteve/está directa ou indirectamente ligada ao defunto JDM, afecto ao clube militar angolano, do qual sairam os actuais expoentes máximos e formadores da nova geração de escribas e oradores dos audio-visuais que falam de desportos.

Se quisermos analisar com mais frieza ainda notaremos que quer Love quer David (que é do Petro) estavam/estão em condições semelhantes: inicialmente fora da convocatória, ambos lideram a lista dos melhores artilheiros do Girabola, sendo o primeiro jogador dum clube apurado à fase de grupos da taça CAF e o segundo a militar na equipa que lidera o campeonato nacional. Ambos foram repescados pelo técnico português que alegou desconhecimento do estado de forma dos atletas...

Por que se terá falado tanto da ausência de Love na selecção do que do seu colega David (referenciado apenas nas boleias de Love)?

A resposta é simples: Muitos fingiam morrer de amor por Love quando na verdade é o D'Agosto que esteve/está em jogo, ou seja, o seu Love é/era pelo 1o de Agosto.

Luciano Canhanga